A Animaseg (Associação Nacional da Indústria de Material de Segurança e Proteção ao Trabalho) apresentou novas informações em relação à utilização do talabarte sem o absorvedor de energia na última terça-feira, dia 30 de maio. Após a revisão da NR35, ocorrida em setembro de 2016, foi estipulado em seu item 35.5.7, que a força de impacto transmitida ao trabalhador seja no máximo de 6kN quando ocorrer uma eventual queda.

Os ensaios realizados demostraram que o impacto transmitido ao trabalhador, quando utilizado um sistema com talabarte sem absorvedor de energia, atinge os valores de 12kN a 29kN. Em revisão da NBR 15834:2010 – Talabarte de Segurança, a Comissão de Estudos do ABNT/CB32, decidiu retirar o talabarte sem absorvedor da norma e incluir, no novo texto, a informação que todos os talabartes deverão possuir absorvedores de energia, quando utilizados como proteção contra quedas. O equipamento deve ser testado pela ABNT NBR 15835 e será indicada a utilização apenas para a restrição em atendimento à Norma.

A nova NBR 15834 tem previsão para ser publicada somente no final de 2017. Entretanto, as empresas associadas à Animaseg, tomando conhecimento de todos os pontos e preocupadas com as consequências que essas forças de impactos possam causar aos usuários, solicitou pareceres técnicos da Comissão de Estudo de Cinturão de Segurança do ABNT/CB32, do (CTEN) Comitê técnico de Estudo Normativos (CTEN) de Trabalhos em Altura e laudos de ensaios a laboratórios sobre o tema.

A Animaseg sugeriu ao DSST (Departamento de Saúde e Segurança do Trabalho), SIT (Secretaria de Inspeção do Trabalho) e MTb (Ministério do Trabalho), a proibição da utilização de talabartes sem absorvedores de energia e a retirada desse acessório de todo o CA (Certificação de Aprovação). Desta forma, a Animaseg indica que independentemente da manifestação oficial da DSST (Departamento de Saúde e segurança do trabalho) seja suspenso o fornecimento desse equipamento da proteção contra quedas.

36 - Talabarte sem absorvedor de energia deve ser inutilizado segundo a Animaseg