Neste final de semana, sábado (15) e domingo (16), resgatistas voluntários que estão sendo formados pela Comissão de Espeleorresgate (CER) da Sociedade Brasileira de Espeleologia (SBE), com sede em Campinas, participarão de um simulado técnico em Votorantim. O evento será no POLYGON, centro de treinamento cedido pela TASK.

A formação desses resgatistas é feita pela Spéléo Secours Français aqui no Brasil. Segundo Willamy Saboia, conselheiro técnico nacional interino da Comissão de Espeleorresgate, o treino acontece, em média, a cada seis meses, com o objetivo de aperfeiçoamento constante dos técnicos. Ao todo, existem cerca de 300 profissionais sendo capacitados, nessa área, no país.

Hoje a CER já tem espeleorresgatistas treinados em doze estados do país, além do Distrito Federal, conselheiros técnicos em três regiões do Brasil, assim como resgatistas especializados em quase todas as áreas do espeleorresgate: Gestão, Assistência e Socorro à vítima (ASV), Comunicação, Evacuação, Sistemas Verticais, Mergulho, Reconhecimento, Médica, Logística e Topografia.

O objetivo da CER é fortalecer cada vez mais essa estrutura, treinando mais espeleorresgatistas que cubram mais estados do país, expandindo suas equipes para mais regiões, contando com mais especialistas nas áreas já atendidas, assim como nas poucas áreas ainda sem representantes: Desobstrução, Ventilação e Bombeamento.

Simulado

No sábado, das 9h às 18h, a capacitação será de manobras verticais, porteio (carregamento de maca), gestão de resgate, assistência à vítima, entre outras técnicas. E o domingo, das 9h às 15h, será reservado para uma recapitulação das manobras do dia anterior e também para uma videoconferência com os técnicos que foram treinados no sábado e com os demais de todo o território nacional que não puderam participar do evento.

2f46db 17011eccd85742419ae4e40650b8bcd5 mv2 - Espeleorresgatistas se reúnem neste final de semana em Votorantim

Foto: Simulado de Espeleorresgate 2018, Comissão de Espeleorresgate (CER) fotografo: Paulo Henrique “Blokinho”

De acordo com Willamy, a parceria da Comissão de Espeleorresgate com a TASK vem se fortalecendo dia a dia, e para a comunidade espeleológica isso é muito importante. “A cooperação com instituições privadas e o poder público pode fazer toda a diferença na hora de salvar uma vida”, destaca Willamy.

Willamy lembra que esse tipo de cooperação foi crucial no resgate dos jovens da Tailândia, recentemente. Sem a união das empresas privadas, do poder público e dos voluntários não haveria sucesso da operação.

TASK

A TASK fica na avenida Rogério Cassola, 896, no bairro Itapeva, em Votorantim.