História COLLEGE TASK

Origens

No início dos anos 2000, os treinamentos para formação de equipes de resgate no Brasil ainda eram um assunto que preocupava as gerências de segurança e saúde ocupacional do setor industrial de nosso país. Naquele tempo, a ausência de uma referência normativa nacional levava as empresas a buscar a capacitação dos seus técnicos para formação de equipes de resgate em altura e em espaço confinado, em outros continentes que já possuíam uma certa tradição na formação de equipes de emergência para a indústria. Até então, a opção mais procurada era a escola norte-americana de bombeiros e profissionais de emergência da TEEX, Serviço de Extensão em Engenharia da The Texas A&M University, por onde, inclusive passaram alguns instrutores da TASK.

Uma organização pioneira no desenvolvimento de conhecimento e tecnologias, que desde àquela época já ministrava treinamentos de resgate baseados nos padrões normativos da NFPA com programas customizados para determinados setores industriais. A falta de uma referência para a capacitação nacional de alto nível para formação de equipes de resgate era um assunto que inquietava o empreendedorismo da TASK. Nesse momento surge a ideia de criar um programa de capacitação para formação de equipes de resgate, reunindo o que existia de melhor em termos de conhecimento, organização, equipamentos, técnicas e manobras específicas, construído por uma empresa 100% brasileira.

Nesse mesmo período a TASK continuava firme no seu propósito de desenvolver uma linguagem própria para os treinamentos de resgate técnico no Brasil buscando outras visões para o tema, sobretudo no continente europeu. O tema do espeleorresgate, talvez a mais completa experiência de resgate no mundo diante das dimensões e complexidades que uma operação de resgate em cavernas pode levar em conta, chamou a atenção da TASK porque enxergávamos ali um conhecimento, tecnologias e outras qualidades avançadas que eram desconhecidas nas outras escolas de resgate no mundo. Nesse momento a TASK mergulha definitivamente nesse universo, participando intensamente de atividades técnicas e estabelecendo um grande intercâmbio com os principais professores e espeleorresgatistas da Escuela Española de Espeleología e da Fédération Française de Spéléologie, que são até hoje as duas maiores escolas de resgate em todo mundo.

Nessa fase embrionária de estudos para o desenvolvimento do Sistema COLLEGE, Ricardo Perez já visualizava a aproximação das técnicas de espeleorresgate com as necessidades técnicas para condução de operações de resgates de alto nível nos cenários industriais e urbanos. Durante essa experiência, os protótipos iniciais da Maca STR, que se tornaria a primeira maca de resgate em altura brasileira, já eram testados com aprovação na Escuela Española de Espeleología. Após esses anos de pesquisa, a TASK estaria pronta para lançar sua própria escola de treinamento em resgate técnico vertical.

No ano de 2005, diante da lacuna existente na legislação nacional de segurança do trabalho e emergências para um padrão de treinamentos de formação de equipes de resgate técnico em altura e espaços confinados, a TASK  apresentou ao mercado brasileiro de segurança e saúde ocupacional o primeiro programa de treinamento de excelência para a capacitação de profissionais, com um conteúdo próprio e minunciosamente estudado para a nossa realidade.

Em dezembro daquele ano, na cidade de Itapetininga, estado de São Paulo, a TASK realizou o seu primeiro treinamento de resgate técnico vertical avançado, com a sigla RTVA, com nível internacional. Ele contou com a presença de profissionais técnicos da indústria petroquímica brasileira, bombeiros argentinos e bombeiros brasileiros, e promoveu, pela primeira vez, no Brasil, o contato com o que havia de mais avançado em termos de metodologia, manobras e equipamentos aplicados ao resgate técnico.

O programa de treinamento de Itapetininga já contava com influência do espeleorresgate europeu mesclado com a escola norte americana de bombeiros, porém, com a visão da TASK para universalizar esse conhecimento ao alcance de todos os setores da indústria em geral ou áreas urbanas que possuíam postos de trabalhos sujeitos a perigos específicos que poderiam desencadear a necessidade de uma operação de regate técnico vertical.

Nascia ali – naquele momento – um dos módulos mais famosos  do SISTEMA COLLEGE.



 

College03 - História College

Sistema COLLEGE – Primeira Versão

O RTVA não fez parte na primeira versão do COLLEGE, criamos o primeira organograma, em 5 níveis, 3 básicos e 2 avançados, o primeiro organograma foi criado e aplicado partir do ano de 2006.

O primeiro organograma do COLLEGE foi uma inovação para a época. Pela primeira vez, um curso era desenvolvido com fundamentos, como ir a fundo na progressão em cordas, nos ambientes mais difíceis, uma corda apenas com os próprios equipamentos pessoais ou técnicas de fortuna. Outro nível focado era como resgatar a vítima pela própria corda chegando até a vítima vindo por cima ou por baixo e levando-a na mesma corda para cima ou para baixo, superando todos obstáculos, desvios, passagem de fracionamentos ou passagens de nós. Além desses dois módulos, o terceiro módulo apenas sobre instalação (ancoragens), que ainda nos dias de hoje é um dos fundamentos dos quais os profissionais de resgates tem muitas duvidas e dificuldades. Essa seriam as bases e fundamentos para os dois modelos seguintes, mais avançados. O módulo de movimentação de macas trouxe as principais inovações que até hoje são técnicas de ponta em movimentação de macas. E o módulo de chefe de equipe seria o coordenador de equipe. Esses foram os 5 módulos iniciais do sistema COLLEGE. O grande diferencial, já nessa primeira versão, foi mesclar as principais técnicas americanas e europeias criando, assim, uma nova sistemática de ensino, o sistema COLLEGE.

SISTEMA COLLEGE se consolida!

Em 2008, o Sistema COLLEGE passa por atualizações. Os módulos I e II foram unificados. E o RTVA entrou no organograma de forma definitiva, conforme versão abaixo.

O formato de 5 módulos de treinamento totalizando uma carga horária de 120 horas, passa agora para um formato de 4 módulos de treinamento com uma carga horária total de 104 horas, divididos em 2 ciclos, sendo o Ciclo Básico, com 48 horas e o ciclo avançado, com 56 horas.

 
college 06 768x489 - História College

Livros Técnicos

O COLLEGE sempre buscou apresentar sua visão própria a partir de conhecimento já existente das principais escolas de resgate reconhecidas em todo o mundo. Após mais de cinco anos ministrando treinamentos de forma ininterrupta e compartilhando conhecimento, o COLLEGE lança suas duas primeiras publicações durante o último programa de treinamento realizado na chácara.

O SISTEMA COLLEGE se internacionaliza

O COLLEGE, embora seja um programa de capacitação de profissionais para equipes de resgate criado para atender uma necessidade brasileira, nunca deixou de levar o seu conteúdo para além das fronteiras de nosso país. Alguns módulos do COLLEGE foram desenvolvidos na Espanha, Angola, Argentina e Colômbia, por mais de uma vez.

college 10 - História College

COLLEGE RTVA – Estaleiro Navantia em Ferrol, Coruña – Galícia/Espanha

Nota: Essa foto esta eternizada na pagina 31 da norma ABNT 16.710, figura C.3 – Resgate em Guindastes, contribuição da equipe TASK a norma nacional.

 
college 11 - História College
COLLEGE RTVA – Bombeiros de Oleiros, Coruña – Galícia/Espanha
COLLEGE RTVA – Bombeiros de Madrid – Madrid/Espanha
COLLEGE RTVA – Sonangol - Cacuaco. Luanda/Angola - 09/2009
COLLEGE RTVA – Bombeiros Voluntários de General Pacheco Buenos Aires/Argentina - 2012
COLLEGE RTVA – Bombeiros Voluntários de Vila Maria. Córdoba/Argentina - 2011
COLLEGE RTVA – Bombeiros Voluntários de Hurlingham - Buenos Aires/Argentina - 2017
COLLEGE RTVA – HSESO Yopal. Casanare/Colômbia - 2014
Previous
Next

O SISTEMA COLLEGE na TASK ACADEMY

A partir de 2012 o COLLEGE inicia a sua fase mais recente, estabelecido definitivamente em suas próprias instalações. Trata-se do conceito de centro de treinamento que chamamos de TASK ACADEMY. Inaugurada no começo daquele ano,  inicialmente com o nome de Polygon, a ACADEMY consolidou-se como uma instalação de treinamento multifuncional e centro de pesquisa do mundo vertical, projetado para potencializar o aprendizado técnico referente às operações de resgate técnico, técnicas de acesso por corda, operações de trabalhos e resgates em espaços confinados, projetos de instalação de sistemas de ancoragem, atividades de trabalhos em altura com o uso do conceito de sistemas de proteção individual contra quedas de altura e laboratório de testes de equipamentos e sistemas de segurança contra queda.

Com ambientes indoor e outdoor, a ACADEMY oferece todo o acesso a informações doutrinárias e desenvolvimento tecnológico do fabricante TASK. Além disso, sua modernização constante apresenta estruturas e simuladores de treinamentos práticos, incluindo torres de telecomunicações, rampas, passarelas, planos inclinados, espaços confinados, teleféricos, turbinas eólicas e local para instalação e testes de dispositivos de ancoragens.

A primeira adaptação do Sistema COLLEGE, ao passar a ser ministrado em sua própria “casa”, foi a revisão da sua carga horária. Com uma instalação completa e bem servida de tecnologias e facilidades, o COLLEGE conseguiu manter o seu formato de 4 módulos de treinamento, porém com uma carga horária total de 96 horas, divididos em 2 ciclos, sendo agora o Ciclo Básico com 48 horas e o Ciclo Avançado também com 48 horas.

TASK ACADEMY NA CIDADE DE VOTORANTIM, PRÓXIMO A SOROCABA, INTERIOR DE SÃO PAULO.
INTERIOR DA TASK ACADEMY
SIMULADOR EÓLICO
TASK ACADEMY
TASK ACADEMY - UM LUGAR ÚNICO!
PRIMEIRO CICLO DO COLLEGE NA ACADEMY
Previous
Next

Em 2013 o Sistema COLLEGE é submetido a uma revisão em seus procedimentos e escopo. O COLLEGE passa a adotar a estrutura de um sistema de certificação próprio com objetivos bem definidos, resultados esperados e itens de habilitação e competência que os alunos deverão atingir para sua aprovação. Foram mantidos os mesmos 4 módulos de treinamento, porém com uma nova terminologia para cada um deles e que incluía também 2 novos níveis destinados aos instrutores e examinadores.

Os patches do sistema COLLEGE foram submetidos também à sua primeira revisão de modelos.

154 - História College 5414 - História College

Em 2015 o Sistema COLLEGE é submetido a uma nova e profunda revisão.

A primeira alteração foi uma verdadeira repaginação de na sua identidade visual, incluindo novo logotipo.

A sua estrutura modular foi reduzida para 3 módulos de treinamento, totalizando uma carga horária de 88 horas. Novamente a expertise da TASK, como uma escola de treinamento e os recursos oferecidos pela TASK ACADEMY permitiram chegar a uma configuração, desta vez, mais “enxuta”. Na verdade foi promovida uma fusão entre os módulos de Movimentação de Macas e de Chefe de equipe, passando a ser um só módulo chamado N3C – Chefe de Equipe com uma carga horária de 40 horas.

Ainda na revisão de 2015 os patches receberam um novo desenho, com um logotipo único sendo diferenciado apenas pela identificação do referido módulo de capacitação.

Os alunos aprovados passam a receber, ao final do treinamento, um Certificado de Aprovação, uma carteirinha personalizada do Sistema COLLEGE e um patch representativo do seu nível de capacitação.

01 - História College

Ainda na revisão de 2015 os patches receberam um novo desenho, com um logotipo único sendo diferenciado apenas pela identificação do referido módulo de capacitação.

Os alunos aprovados passam a receber, ao final do treinamento, um Certificado de Aprovação, uma carteirinha personalizada do Sistema COLLEGE e um patch representativo do seu nível de capacitação.

patrch 1024x696 - História College

patrch 02 300x147 - História College

As publicações técnicas do COLLEGE também foram submetidas a uma atualização nesse mesmo ano.

02LIVROS 1024x444 - História College

Testes realizados pelo Sistema COLLEGE

Identificado como uma verdadeira escola de repasse de informação técnica verdadeira aplicada ao aperfeiçoamento do conhecimento individual e performance das equipes de resgate, o COLLEGE desenvolveu ao longo dos anos uma série de protocolos de testes para equipamentos, nós, amarrações e sistemas aplicados ao tema resgate técnico vertical, baseados nas doutrinas correntes ou nos protocolos de testes desenvolvidos nos últimos 40 anos pela Escuela Española de Espeleología e pelo Spéleo Secours Français da Federatión Française de Spéléologie.

2541 - História College 1054 - História College

Os testes geralmente se restringiam ao desempenho das cargas de resistência de determinados equipamentos têxteis ou metálicos, da resistência dos nós e esforços suportados pelas instalações de ancoragens, e seus resultados eram analisados em conjunto com os alunos como forma de compartilhar o aprendizado adquirido com a experiência.

Os testes também foram utilizados como ferramenta de análises para comprovar a alta performance de determinados equipamentos como forma de “aprová-los” para aplicação nas técnicas e sistemas mais complexos de resgate que oferecessem um alto rendimento e aumento da segurança para a equipe de resgate.

Resumo dos testes realizados durante 15 anos pelo Sistema COLLEGE

5784 1024x727 - História College

O Sistema COLLEGE em números

O COLLEGE é sinônimo de qualidade na formação. Por isso ele foi adotado por muitas empresas e corporações de bombeiros no Brasil e no mundo e também base para normas.

grafico college formatos 2020 - História College

O Sistema COLLEGE nos dias atuais

Nas palavras do seu criador e fundador da empresa TASK, Ricardo Perez, o COLLEGE “É a semente que foi plantada. Eu quero ver essa árvore crescer e dando frutos por aí… Estou ensinando pessoas a salvar vidas! Espero que elas não precisem usar isso na prática. Mas quero que elas saibam fazer, e quero que saibam fazer com excelência! Faço o que gosto e isso me realiza! Plantei essa semente. Coloquei toda a minha energia nesse trabalho e quero continuar fazendo isso por muitos e muitos anos”.

svg+xml,%3Csvg%20xmlns%3D%27http%3A%2F%2Fwww.w3 - História College

“Conhecer o mais complexo é desenvolver com facilidade o mais simples”.


Ricardo Perez
, CEO da TASK, sobre o Sistema COLLEGE